‘O Discurso do Rei’ e a importância da oratória

Você tem vergonha de falar em público, treme, sua as mãos e se enrola todo na hora de expressar suas ideias? Assista ao filme O Discurso do Rei e veja que problemas de oratória podem acontecer com todo mundo. Até com a realeza!

Há 69 anos como rainha da Inglaterra, a longevidade de Elizabeth II nos faz até esquecer que já houve outro monarca antes dela no Reino Unido. Mas teve sim, claro! E ele, seu pai, é o protagonista do filme O Discurso do Rei.

George VI, pai de Elizabeth, se tornou rei na época da Segunda Guerra Mundial. O rádio era o principal meio de comunicação para as pessoas acompanharem as notícias e ouvir os informes oficiais do rei. Acontece que George VI era gago desde criança e só a ideia de ter de discursar em público – e, mais ainda, falar no rádio – o deixava paralisado de terror.

Todo o filme acontece em torno disso e das aulas particulares que ele teve com um professor bem fora da caixinha que, bem, sem querer dar spoiler, faz com que tudo dê certo no final. Baseado em fatos reais, O Discurso do Rei é muito inspirador e levou nada menos que 4 Oscars em 2011 (sim, é filme antigo), incluindo melhor filme e melhor ator.

Falar bem em qualquer situação e para qualquer tamanho ou tipo de público é um diferencial competitivo. Se até para um rei foi importante conseguir falar bem, imagine pra nós, pobres mortais, que temos de derrubar um leão por dia na vida?
Como todos somos diferentes, alguns podem ter a habilidade natural de falar em público, outros, não. Mas a boa notícia é que, assim como no filme, é possível aprender a falar bem, dominar a insegurança, a vergonha e o medo de plateia.
E a gente te ajuda nisso. No curso Fastwork, da Start Pro, além de diversas outras competências, você aprende os princípios da oratória, para falar de forma clara e bem estruturada, para se destacar no mercado de trabalho.

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

Para você não se esquecer da gente