A pergunta que você nunca imaginou ouvir numa entrevista de emprego

Você está participando de um processo seletivo de emprego e chega a etapa da entrevista. Em 2021, claro, ela acontece por vídeo: cada um na sua casa.

A entrevista vai transcorrendo dentro do esperado, com as perguntas-padrão: suas experiências anteriores, por que saiu do outro emprego, o que você sabe sobre esta empresa que está oferecendo a vaga, quais seus objetivos, como você pretende estar profissionalmente daqui a cinco ou dez anos. Tudo certo, você com tudo na ponta da língua, pois foi verdadeiro no seu currículo e se preparou para a entrevista. Mas, de repente, vem o seguinte pedido: ‘Mostre-me um objeto pessoal seu.’ O que você mostraria pra pessoa que simplesmente vai definir se te contrata ou não? Por quê?

Antes que você pense que a gente está inventando, acredite, em tempos de entrevistas virtuais, este é um recurso cada vez mais comum para identificar a personalidade do candidato ou candidata. Afinal, a entrevista é pessoal, mas é on-line. A distância entre as duas pessoas dificulta a leitura emocional. E cada vaga exige um perfil determinado.

Já imaginou alguém supertímido, que já fica com as mãos suadas quando apresenta um trabalho na sala de aula, ser contratado como porta-voz oficial de uma empresa? Ser aquele profissional que dá entrevista coletiva numa sala enorme, cheia de jornalistas que ele nunca viu na vida fazendo um monte de perguntas pra ele? Não ia rolar.

Por isso, saiba que o pedido tem motivo e você precisa saber o que mostrar. Mas calma, não existe resposta certa ou errada. Recrutadores relatam que já foram apresentados de instrumentos musicais a uma lâmpada, de porta-retrato da família a boneco de super-herói, de caneta a vaso de planta. E todos são perfeitamente válidos!

Enfim, pode ser que você não precise responder a essa pergunta numa entrevista de emprego, mas, por garantia, prepare-se!

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe seu comentário

Para você não se esquecer da gente